Não faz muito tempo desde que o CEO da empresa Facebook, Mark Zuckerberg anunciou mudanças para suas redes sociais.

Segundo ele: “Ao pensar no futuro da internet, acredito que uma plataforma de comunicação focada na privacidade se tornará ainda mais importante do que as plataformas abertas de hoje. Hoje já vemos que mensagens privadas, stories temporários e pequenos grupos são de longe as áreas de comunicação online que mais crescem”.

Com isso, Mark afirma que o Instagram e o Facebook evoluirão para se parecer mais com o WhatsApp, que conta com a criptografia de ponta a ponta. 

Fora isso, o Facebook irá permitir que o usuário envie mensagens a outros serviços, ou seja, poderemos nos comunicar por meio do Messenger com alguém que está usando o Whatsapp.

O CEO complementa essa escolha: “As pessoas querem poder escolher o serviço que usam para se comunicar com as outras. Queremos oferecer uma opção para que elas possam alcançar seus amigos nas redes a partir do aplicativo que preferem. Planejamos estender essa função para o SMS também. E claro, você será capaz de manter suas contas separadas, se quiser”.

O Facebook também pretende incluir a opção de mensagens efêmeras, o que quer dizer que depois de certo período elas serão excluídas, assim como ocorrem com os stories do Instagram atualmente.

Por fim, já houve a inclusão do “Datting” no aplicativo do Facebook, que funciona como um Tinder, onde o usuário se cadastra, seleciona as fotos que deseja e fica a disposição para dar e receber matches além de iniciar novas conversas.

No Instagram a novidade fica por conta do “shuffle”, permitindo que a própria rede social decida por você qual enquete fará com seus seguidores, por meio de stories.

Além disso os stories passarão a incluir um sticker de doação, que pode ser bem utilizado para projetos de caridade por exemplo.

Por fim, a ferramenta de compras evoluiu e agora ela permitira a adição de etiquetas para venda de produtos dentro da plataforma, função que até então era restrita somente para empresas passará a ser muito usada por influencers.

Zuckerberg soltou a seguinte frase ainda falando sobre o Instagram: “Queremos que seus seguidores foquem no que você compartilha, não em quantas curtidas seus posts recebem. Durante este teste, apenas a pessoa que compartilhou o post verá o número total de likes recebidos”.

Entendemos que isso será feito com a intenção que as pessoas não apaguem posts porque não obtiveram número de likes “suficientes”, dessa maneira passarão a se importar menos e irão publicar mais.

Tags: